Healing

Sobre Healing

A abordagem do healing inclui um processo ancestral, com raízes tão antigas quanto à existência do humano. Associa-se ao princípio organizador da energia – a força e a inteligência que cria e movimenta a vida.

Sua prática promove uma harmonização natural do campo energético humano ou aura – o todo dinâmico das dimensões físicas, etéricas, emocionais, mentais e espirituais. Cada uma dessas dimensões engloba diferentes áreas de consciência com estruturas e funções que interligam-se como redes, na sua maior parte invisível e silenciosa.

A importância e o sentido do healing emergem da experiência vivida por cada indivíduo, do contato com a sua energia e essência, com seu corpo e sua aura, com seus pensamentos e sentimentos. Todo o processo é conduzido para inspirar o ser humano a manifestar níveis cada vez mais profundos da sua consciência, liberando os seus bloqueios energéticos, mentais e emocionais e, simultaneamente, criando novas conexões e estruturas.

O healing está fundamentalmente ligado ao movimento da energia e dialoga com diversas áreas da expressão humana bem como, com as raízes, os valores e as crenças de cada indivíduo.

Para Isis, a prática do healing está sustentada em três principais pilares: no vínculo profundo que pode ser estabelecido entre a pessoa, sua energia e a Fonte; no centramento do chakra do Coração, área de combinação das polaridades entre o céu e a terra e, na expressão da qualidade essencial de cada indivíduo, a partir da área da Individualidade.

Os ensinamentos envolvem meditações e exercícios que permitem ao indivíduo conectar-se com o movimento dos seus pensamentos e sentimentos através da estrutura de polaridade, dos chakras principais e secundários e de outras áreas da anatomia e fisiologia dos corpos físico e sutil.

O propósito da metodologia é apresentar instrumentos para que a pessoa possa acessar recursos que favoreçam a integração das suas dimensões física e não física, cultivar a sua qualidade e expressar o seu potencial humano consigo mesmo, com os outros e a serviço do coletivo.

 

Experimentando a prática do healing

  • Sente-se numa posição confortável, com a coluna mais ou menos ereta. De forma relaxada e buscando uma abertura para o seu campo energético (aura), para os seus pensamentos e sentimentos, comece a levar a sua consciência para uma área mais ou menos 35 a 40 cm acima do topo da cabeça, que corresponde ao ponto da sua individualidade ou essência. Relaxe e tente abrir-se para o que vier.
  • A partir daí, comece a descer lentamente pelo lado direito da sua aura até um ponto à direita do seu pé direito. Torne a relaxar nesse ponto e deixar os seus pensamentos e sentimentos moverem-se livremente. Depois, deixe a sua consciência ir para o lado oposto, ou seja, para um ponto à esquerda do seu pé esquerdo e torne a relaxar por um tempo. Por último, circule agora para cima, pelo lado esquerdo do seu campo energético, retornando para o ponto de partida no topo da sua cabeça.
  • Um grande triângulo foi delineado na sua aura. Repita essa circulação algumas vezes, sempre buscando relaxar em cada ponto, sem prender-se à forma e permitindo que suas sensações e experiências possam emergir. Comece então a adicionar cores aos seus movimentos – uma luz azulada descendo pelo lado direito, luz vermelha ao passar por debaixo dos pés e verde, ao subir pelo lado esquerdo.
  • Para finalizar, deixe a circulação triangular e centralize a sua consciência na região do chakra do coração. Relaxe, respire e deixe vir o que vier.

Este exercício pode ser feito diariamente. Com a prática, é possível sentir-se cada vez mais “em casa”. Bom proveito!

 

Prática do Healing à Distância

Essa é uma prática que qualquer pessoa, em quase qualquer lugar ou circunstância, pode utilizar, Daí o nome healing à distância.

É um exercício de extensão de boas vibrações, a partir do contato que cada indivíduo vivencia com a Fonte – uma dimensão que representa o contato com a espiritualidade, independente de religião. Durante a prática, a pessoa se propõe a, por alguns minutos, canalizar a energia da Fonte através do chakra do coração, com a intenção de beneficiar a si mesmo, outras pessoas ou outros seres vivos, a natureza, o coletivo etc. Ela pode ser feita diariamente, como uma disciplina, ou com a frequência que o indivíduo decidir.

A prática é simples e fortalece uma grande rede de pessoas e grupos dedicados a meditar e a ampliar vibrações de saúde, força ou orações, tanto no cotidiano quanto em situações de maior gravidade. Dois períodos podem ser sugeridos, um no início da manhã, às 6h30 e outro no final do dia, às 21h30. Dura 15 minutos entre preparação e a própria prática, mas as pessoas devem se sentir livres para experimentar o tempo que for possível, a depender da situação em que se encontre.

A prática:

  • Sente-se numa cadeira e encontre uma posição o mais confortável possível, com a coluna mais ou menos ereta, mas sem forçar. A espinha vertebral é fundamental em qualquer trabalho com energia, pois determina a disponibilidade energética da pessoa. Respire e busque aquietar-se no corpo físico e no campo energético ou aura.
  • Faça uma ligação individual com a Fonte. Deixe que a energia da Fonte conecte-se naturalmente com o chakra do coração. Ele funciona como um espaço de assentamento e de centramento dessa energia. Inicialmente, absorva essa vibração para dentro do seu corpo e aura para ser nutrido(a) e revigorado(a).
  • Devagarzinho comece a ampliá-la na sua consciência, usando a conexão com os braços e as mãos. A partir daí, permita que essa energia se mova livremente para ajudar pessoas, animais, a Terra, o mundo etc, para o que vier no seu sentimento e pensamentos. Expanda a intenção de favorecer o que quer que aconteça com confiança, buscando entregar o controle do processo a quem possa controlar que, com certeza, não somos nós, os praticantes.
  • Por último, agradeça à Fonte e a essa possibilidade de servir de canal nessa rede mundial de apoio. Preencha seu corpo e aura com a energia da gratidão e estenda essa mesma gratidão para a Fonte.